Nas mãos de Paulo Tadeu
Resultado de imagem para paulo tadeu
O Tribunal de Contas do DF vai fazer uma auditoria para investigar a concessão de reajustes salariais nos últimos quatro anos. A pedido do Ministério Público de Contas, o órgão avalia se os aumentos nos contracheques dos servidores respeitaram a Lei de Responsabilidade Fiscal. O processo não apontará se as leis que deram origem à ampliação dos vencimentos são ou não inconstitucionais. Essa parte será avaliada pela Justiça. Estão em jogo possíveis cobranças de multas e a rejeição de contas dos gestores. A depender dos trabalhos, o ex-governador Agnelo Queiroz (PT), o secretário de Administração, Wilmar Lacerda, e outros servidores que assinaram pagamentos podem ficar inelegíveis, como determina a Lei da Ficha Limpa. O relator é o conselheiro Paulo Tadeu, ex-sindicalista, ex-petista e ex-secretário de Governo do DF

Fonte:http://impresso.correioweb.com.br/app/noticia/cadernos/cidades/2015/03/11/interna_cidades,161975/eixo-capital.shtml



PP: SGT JOSENY LOPES RR




Veja os documentos exigidos para declarar o Imposto de Renda 2015

Comprovantes devem ser providenciados com antecedência.
Prazo para entrega da declaração este ano é no dia 30 de abril.

Taís LaportaDo G1, em São Paulo
Antes de fazer a declaração do Imposto de Renda 2015 (ano-base 2014), o contribuinte deve providenciar todos os documentos necessários para acertar as contas com a Receita Federal. Fazer isso com antecedência é o melhor caminho para facilitar o preenchimento do programa, recomendam consultores tributários.

As declarações deste ano começaram a ser recebidas pelo Fisco na segunda-feira (2) e o prazo final de apresentação dos documentos é dia 30 de abril.

Entre os documentos mais importantes que o contribuinte deve ter em mãos estão os comprovantes de rendimentos fornecidos pelas fontes pagadoras (empresas e instituições financeiras), afirma o advogado tributarista do escritório Choaib Paiva e Justo Advogados Associados, Samir Chaiob.

Se eles não tiverem sido fornecidos até o fim de fevereiro, o contribuinte deve exigir diretamente com a empresa ou órgão responsável. Nos casos em que os rendimentos não retiveram imposto na fonte – como informes de contas correntes de bancos, créditos da Nota Fiscal Paulista ou reembolsos de planos de saúde, é de responsabilidade do contribuinte pedir as informações.

“São exemplos os comprovantes de salários, aluguéis, pensão, dentre outros rendimentos recebidos, e os informes de rendimentos financeiros, que, além das rendas, indicam os saldos de conta corrente, poupança, aplicações em fundos de investimento e previdência privada”, diz o especialista.

Os comprovantes de despesas que permitem deduzir os valores pagos da base de cálculo do IR também devem ser providenciados por quem optar por fazer a declaração completa.
Este modelo substitui a declaração com desconto simplificado de 20%, mais indicado para quem não possui grandes despesas dedutíveis previstas pela Receita. Em 2015 (ano-base 2014), o limite do desconto será de R$ 15.880,89.

Pela modelo completo, podem ser abatidas do IR apenas despesas com saúde (consultas médicas, odontológicas, cirurgias etc) e instrução (cursos de educação oficial como ensino médio e graduação, excluindo-se cursos livres como idiomas). Estes gastos podem ser próprios e dos dependentes.
Outros documentos que devem estar em poder do contribuinte são os comprovantes de operações de compra e venda de ativos de valor, como imóveis e veículos, que tenham sido feitas no ano-calendário de 2014, de acordo com Chaiob.
PRINCIPAIS DOCUMENTOS PARA FAZER A DECLARAÇÃO DO IMPOSTO DE RENDA 2015:
INFORMES DE RENDIMENTOS
Salários ou pró labore (para autônomos)Aposentadoria ou pensão do INSS
Investimentos (aplicações financeiras tributáveis)
Aluguéis recebidos de bens móveis e imóveis
BENS E DIREITOS
Documentos que comprovem a compra ou venda de imóveis, veículos e outras posses, extrato de conta bancária
COMPROVANTES DE DESPESAS
Recibos ou notas que comprovem gastos com educação e saúde (para abatimento)
OUTROS
Comprovantes de dívidas contraídas ou pagas no ano-base 2015
Informe de pensão alimentícia
Comprovantes de doações ou herança recebida
Apuração mensal do imposto no ganho de capital (lucro) com compra e venda de ações
Fonte:http://g1.globo.com/economia/imposto-de-renda/2015/noticia/2015/03/veja-os-documentos-exigidos-para-declarar-o-imposto-de-renda-2015.html
PP: SGT JOSENY LOPES RR


Primeiro pronunciamento de Magno Malta nessa nova legislatura



Fonte:https://www.youtube.com/watch?v=5GJYDjFY8RQ

PP: SGT JOSENY LOPES RR

GDF diz que vai retomar plano para reestruturar carreira de PMs

Capital do país conta com 15,4 mil policiais militares e 6.170 bombeiros.
Categoria fez operação tartaruga no ano passado para cobrar mudanças.

O secretário de Segurança, Arthur Trindade, o governador Rodrigo Rollemberg e o comandante-geral da PM, coronel Florisvaldo Ferreira César (Foto: Raquel Morais/G1)O secretário de Segurança, Arthur Trindade, o governador
Rodrigo Rollemberg (Foto: Raquel Morais/G1)
O governador Rodrigo Rollemberg afirmou nesta terça-feira (3) que vai retomar as discussões para reestruturação das carreiras de policiais militares e bombeiros do Distrito Federal. A primeira conta com 15,4 mil homens. A segunda, 6.170.
De acordo com o chefe do Executivo local, ainda não há um prazo para o fim das negociações e a implantação das mudanças. Rollemberg disse que vai consultar associações representativas para chegar a um consenso.
No início do ano passado, PMs promoveram uma operação tartaruga e instalaram outdoors cobrando do governo isonomia salarial e reestruturação da carreira. Eles alegavam se sentir desmotivados. Houve queda de produtividade, com redução de 40% no número de armas apreendidas e aumento em crimes violentos.
A Corregedoria da Polícia Militar chegou a prender 12 policiais, entre praças e oficiais, entre suspeitos de envolvimento com a mobilização. A alegação era de que eles tinham cometido crimes militares como incitação à desobediência, desrespeito a superiores diante de outros militares, recusa em obedecer ordens e publicações indevidas.
Em entrevista ao G1 no período de transição, o secretário de Segurança Pública e Paz Social, Arthur Trindade, disse considerar que os problemas foram contornados graças à ação dos então gestores da pasta e que agora é necessário adotar nos próximos meses soluções definitivas. Preferindo não antecipar ideias, o ele afirmou que discutirá propostas com os órgãos de polícia e com as equipes econômica e jurídica do governo. Ele também pretende conversar com as categorias.
"A nossa expectativa é que esse tipo de manifestação que a gente assistiu a partir do segundo semestre de 2013 e primeiro de 2014 [Operação Tartaruga], que resultou justamente no aumento das taxas de criminalidade, não ocorra mais", declarou na época. "[Mas] A gente sabe que as insatisfações continuam e são basicamente as mesmas.

Fonte:http://g1.globo.com/distrito-federal/noticia/2015/03/gdf-diz-que-vai-retomar-plano-para-reestruturar-carreira-de-pms.html

PP: SGT JOSENY LOPES RR